30 de julho de 2020 - 12:22

Urgente: Governo de Minas sinaliza que Uberlândia deve fechar comércio

Caso não faça adesão ao Minas Consciente, a cidade estaria enquadrada em uma deliberação restritiva.
Por Victor Fernandes • Atualizado há 2 meses

O governador Romeu Zema anunciou mudanças no plano Minas Consciente ontem (Foto: Reprodução)

Parte do comércio de Uberlândia vai ter que fechar novamente. Ao menos esse é o entendimento do Governo de Minas Gerais, responsável pelas normas de funcionamento das atividades comerciais em todo o estado. A autoridade foi conferida depois de uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Até ontem (29), vigorava um decreto municipal com regras para abertura de diferentes setores da cidade. A norma venceu e o Município agora tem a opção de aderir ao programa Minas Consciente. Hoje (30), a região de Uberlândia está enquadrada na chamada Onda Verde, que só permite abertura de atividades essenciais. Essa classificação ainda segue as regras antigas do plano, já que as novas normas só entram em vigor no dia 06 de agosto.

Caso não faça a adesão ao Plano Minas Consciente, segundo o governo do estado, o Município está automaticamente enquadrado na Deliberação nº 17, do Comitê Extraordinário Covid-19. Essa norma é considerada ainda mais restritiva e proíbe uma série de atividades econômicas de funcionar.

O entendimento da Secretaria de Estado de Saúde foi explicado hoje, em entrevista à RecordTV, pelo Chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, João Filho. “Uberlândia pode optar por seguir as regras da Deliberação 17, que são mais restritivas, ou aderir ao Minas Consciente”, disse o representante do governo mineiro.

A Prefeitura de Uberlândia ainda não se posicionou.

Ao vivo