15 de janeiro de 2019 - 10:15

UFU retoma investimentos para conclusão de obras paradas do Pronto Socorro

A universidade quer concluir outras construções ainda este ano.
Por Flávio Max • Atualizado há 4 meses

Reprodução / UFU

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU), vai retomar os investimentos em 2019, para concluir obras paradas. É o caso do prédio que vai abrigar o Pronto Socorro do Hospital de Clínicas de Uberlândia.

As obras começaram em 2012 e tinham previsão de entrega para 2016. Mas por falta de projetos, houve atraso. Em 2015, a construtora que venceu a licitação para fazer o serviço, orçado em R$ 102 milhões, alegou dificuldades financeiras e atrasou o salário dos trabalhadores. No ano seguinte, veio o pedido de recuperação judicial.

No ano passado, a UFU rompeu o contrato, mas a Justiça deu ganho de causa para a construtora permanecer fazendo a obra. Agora a Universidade chegou a um acordo com representantes da construtora e do Ministério Público Federal para retomar os serviços.

A UFU contratou uma equipe técnica para fazer os projetos hidráulico, elétrico, de combate a incêndio e de acessibilidade, que travavam a continuidade da obra. O material precisou seguir os requisitos da vigilância sanitária, para que não haja mais nenhuma paralisação.

Até agora foram investidos R$ 37 milhões para a construção do prédio do Pronto Socorro. A UFU tem outros R$ 20 milhões em caixa para continuar a obra. E vai precisar de mais de R$ 60 milhões para concluí-la.

Além de retomar as obras paradas em outras cidades, a Universidade reservou mais R$ 2,5 milhões para fazer mais uma etapa do prédio de pesquisa do campus Glória.

A Reitoria também investiu outros R$ 2,5 milhões para instalações de energia elétrica, no prédio que vai abrigar o curso de Engenharia Aeronáutica no Campus Glória.

Ao vivo