10 de abril de 2020 - 12:16

Uberlândia entra em situação de emergência pelo novo coronavírus

Projeção da Secretaria Municipal de Saúde se confirmou antes da hora; entenda.
Por Victor Fernandes e Danilo Caixeta • Atualizado há 2 anos

Foto: Samara Heisz

Ontem (09), com a divulgação do Boletim Diário sobre o novo coronavírus em Uberlândia, que mostra 59 casos confirmados da doença na cidade, Uberlândia entrou em Estado de Emergência em Saúde.

Isso porque a Organização Mundial de Saúde classifica os níveis de alerta para a Covid-19 da seguinte forma: com um índice abaixo de 8,5 casos confirmados para cada 100 mil habitantes, a cidade estaria em estado de alerta. Quando esse índice fica acima de 8,5 casos é considerado estado de emergência.

Foi o que aconteceu com os dados divulgados ontem (09). Com 59 casos positivos, Uberlândia tem 8,55 confirmações para cada 100 mil habitantes.

A estimativa foi feita pelo jornalismo do Grupo Paranaíba, levando em consideração os dados do IBGE, que apontam que Uberlândia tem 690 mil habitantes. Esse cenário não foi confirmada oficialmente pela Prefeitura de Uberlândia.

Projeção

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou na última quarta-feira uma projeção do avanço da Covid-19. Pelos dados, Uberlândia entraria em estado de emergência no sábado (11), mas isso aconteceu na quinta-feira. Ou seja, a situação foi antecipada em dois dias.

Ainda segundo a projeção, Uberlândia pode atingir 15 casos confirmados do novo coronavírus para cada 100 mil habitantes em meados de maio. Se atingir esse número, o sistema de saúde da cidade entra em colapso.

O que representa?

O Estado de Emergência em Saúde permite que a Prefeitura compre sem licitação insumos e outros materiais para ajudar no combate e tratamento da doença por tempo indeterminado.

Na prática, a medida já é possível por conta de um decreto assinado pelo Prefeito Odelmo Leão no dia 20 de março. No entanto, esse instrumento tem data de validade.

O estado de emergência também permite que Uberlândia tenha prioridade no recebimento de recursos do estado e da União para ajudar no combate à Covid-19.

Ao vivo