17 de novembro de 2020 - 10:38

Brasil negocia compra de doses da vacina da farmacêutica Moderna

A participação do país no Covax, o Fundo de Acesso Global à Vacina para covid-19, pode garantir que o Brasil tenha acesso a 42 milhões de doses do imunizante.
Por Flávio Max • Atualizado há 3 semanas

Foto: Dado Ruvic

A participação do Brasil no Covax, o Fundo de Acesso Global à Vacina para covid-19, pode garantir que o país tenha acesso a um dos imunizantes mais avançados nos testes: o da norte-americana Moderna.

Ontem (16) a empresa anunciou que a vacina tem 94,5% de eficácia contra o coronavírus, após análise preliminar da fase 3 dos testes clínicos, que incluem mais de 30 mil voluntários.

A cota do Covax adquirida pelo governo brasileiro, no valor de R$ 2,5 bilhões, garante ao país uma reserva de mercado de 42 milhões de doses de uma ou mais das nove vacinas em estudo que fazem parte do programa.

Ao mesmo tempo, o governo brasileiro também analisa uma proposta da também norte-americana Pfizer, cuja vacina deve ser submetida a um pedido de aprovação emergencial ainda neste mês nos EUA. Esta, porém, não integra o Covax e teria que ser negociada por acordo bilateral.

Ao vivo