20 de novembro de 2020 - 10:22

Reajustes de planos de saúde suspensos pela ANS serão parcelados em 12 meses

A agência também definiu um aumento de 8,14% para planos individuais ou familiares a partir do ano que vem.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

Reprodução

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), informou ontem (19) que beneficiários de planos de saúde que tiveram suspensas as cobranças de reajuste anual e por faixa etária terão parcelamento desses valores em 12 meses, a partir do ano que vem. A suspensão do reajuste foi determinada em agosto em função da pandemia do coronavírus.

Segundo a ANS, 20 milhões de beneficiários tiveram a suspensão do reajuste. A medida, segundo a entidade, foi tomada diante do cenário de dificuldades para o consumidor em função da retração econômica acarretada pela pandemia.

A ANS também definiu reajustes máximos que poderão ser praticados no ano que vem. Para os que têm planos individuais ou familiares contratados a partir de 1999 ficou estabelecido um teto de 8,14% de aumento.

Ao vivo