26 de janeiro de 2019 - 09:43

Presidente da Vale diz que barragem que rompeu não era usada há 3 anos

Dados encaminhados pela mineradora informam que havia 427 pessoas na empresa, e 279 foram resgatadas vivas.
Por Flávio Max • Atualizado há 7 meses

Reprodução - Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, disse em entrevista coletiva ontem (25), no Rio de Janeiro, que a barragem que se rompeu em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estava inativa e sem receber rejeitos há três anos.

Segundo ele, laudos apontavam um risco baixo de desabamento. Schvartsman afirmou crer que o desastre ambiental é “possivelmente menor” que o do rompimento da barragem de Mariana, há três anos, mas a “tragédia humana” é maior.

Até o momento a tragédia de Brumadinho deixou 9 mortos e 300 pessoas estão desaparecidas, conforme informações do Corpo de Bombeiros.

Dados encaminhados pela Vale informam que havia 427 pessoas no local, e 279 foram resgatadas vivas.

Ao vivo