21 de janeiro de 2020 - 10:37

Procuradoria do MPF quer anulação de todos os atos de Roberto Alvim

O pedido será analisado pela Procuradoria da República do Distrito Federal, que vai decidir se encaminha a ação à justiça. 
Por Flávio Max • Atualizado há 1 mês

Foto: Clara Angeleas

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, que integra o Ministério Público Federal (MPF), divulgou ontem (20) um documento em que defende a anulação de todos os atos de Roberto Alvim à frente da Secretaria Especial de Cultura do governo federal.

A representação também pede que Alvim seja responsabilizado, nas esferas administrativa e criminal, pelo vídeo com referências estéticas e discurso semelhante ao do ministro da Propaganda de Adolf Hitler. O vídeo foi divulgado na noite de quinta-feira (16) passada, e Alvim, demitido pelo presidente Bolsonaro na sexta-feira (17).

O documento será analisado pela Procuradoria da República do Distrito Federal, que vai decidir se encaminha as ações à justiça.

Ao vivo