05 de dezembro de 2018 - 19:47

MPE pede cassação de Crivella por suposto “uso eleitoreiro” do Palácio da Cidade

O prefeito do Rio é acusado de beneficiar a candidatura a deputado federal de Rubens Teixeira (PRB).
Por Flávio Max • Atualizado há 5 dias

Reprodução / Folhapress

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-RJ) no Rio de Janeiro pediu hoje (05), ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), a cassação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), por uso indevido da máquina pública e abuso de poder político.

Na ação, Crivella é acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de promover evento usando a estrutura do Palácio da Cidade, sede do governo municipal, para beneficiar a candidatura a deputado federal de Rubens Teixeira (PRB).

A Procuradoria pediu ainda que o prefeito e Teixeira sejam declarados inelegíveis por oito anos, como consta na Lei da Ficha Limpa, e condenados a pagar multa aos cofres públicos.

A assessoria do prefeito informou que Crivella recebeu com tranquilidade a informação e se colocou à disposição para prestar os devidos esclarecimentos.

Ao vivo