09 de janeiro de 2019 - 09:47

Justiça do Rio condena Rosinha Garotinho por improbidade administrativa

A ex-governadora teve os direitos políticos suspensos por oito anos, e terá que devolver R$ 234 milhões ao estado.
Por Flávio Max • Atualizado há 4 meses

Reprodução / Ascom

A Justiça do Rio de Janeiro condenou a ex-governadora Rosinha Garotinho por ato de improbidade administrativa em uma ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado.

A sentença, condena a esposa do também ex-governador Anthony Garotinho à suspensão dos direitos políticos por oito anos, além da perda de função pública e ao pagamento de R$ 234 milhões de ressarcimento ao erário, R$ 2 milhões de compensação por danos morais coletivos; e R$ 500 mil de multa civil.

Rosinha e o marido Anthony Garotinho foram acusados pelo Ministério Público de participar de um esquema que desviou recursos da Secretaria Estadual de Saúde entre novembro de 2005 e abril de 2007.

Ao vivo