12 de abril de 2019 - 11:19

Investigação da PF indica repasses de R$ 1,5 mi da Odebrecht a Rodrigo Maia

O inquérito foi aberto em abril de 2017 e apura supostos pagamentos ilícitos ao político entre 2003 e 2013.
Por Flávio Max • Atualizado há 6 dias

Reprodução / Reuters

Uma Perícia da Polícia Federal (PF), encontrou nos sistemas da Odebrecht registros de pagamentos de R$ 1,5 milhão para codinomes associados ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ao pai dele, o ex-prefeito do Rio e vereador César Maia (DEM-RJ).

A investigação foi aberta em abril de 2017 com base em delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht, e apura supostos pagamentos ilícitos aos políticos entre 2003 e 2013.

O relatório da PF, foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta semana junto com um pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para prorrogar o inquérito sobre Rodrigo e César Maia, pois o prazo concedido anteriormente terminou.

A assessoria de Rodrigo Maia informou que, por ora, ele não vai se manifestar.

Ao vivo