08 de junho de 2021 - 10:11

Governo deverá estender auxílio emergencial por 2 meses

Para efetivar a proposta, será preparada uma Medida Provisória.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

Reprodução

O governo está desenhando uma nova prorrogação do auxílio emergencial. O plano é estender o benefício por mais dois meses, com previsão de encerramento em setembro deste ano.

Com um número maior de parcelas, o governo terá mais prazo para que seja finalizada a proposta de programa social que deverá substituir o Bolsa Família. Os detalhes estão sendo acertados entre o presidente Jair Bolsonaro e os ministros Paulo Guedes da Economia e João Roma da Cidadania.

Os dois meses adicionais do auxílio devem ter custo total de R$ 18 bilhões. Para efetivar a proposta, o governo deve editar uma Medida Provisória. A ideia é manter o público beneficiado e os valores das parcelas. Hoje o benefício varia de acordo com a composição familiar, com parcelas que variam de R$ 150 a R$ 375 por mês.

Ao vivo