28 de julho de 2021 - 10:01

Gilmar Mendes encaminha para PGR quatro ações contra Braga Netto no STF

Parlamentares acionaram STF após reportagem do jornal 'O Estado de São Paulo' mostrar que ministro da Defesa teria ameaçado cancelar eleições 2022 sem voto impresso.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 meses

Reprodução / Agência Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) , enviou ontem (27) para análise da Procuradoria Geral da República (PGR), quatro ações envolvendo o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, por supostas ameaças às eleições de 2022.

No último dia 23, a Corte foi acionada duas vezes, uma pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB-RJ) e outra pelo deputado federal Bohn Gass (PT-RS). Dois dias depois, em 25 de julho, chegaram pedidos da deputada Natália Bonavides (PT-RN) e do advogado Ronan Wielewski Botelho.

O Supremo foi acionado depois de o jornal O Estado de São Paulo publicar uma reportagem afirmando que o ministro da Defesa enviou um recado ao presidente da Câmara, Arthur Lira, ameaçando as eleições de 2022. O ministro nega que o episódio tenha ocorrido. Lira também afirma que não houve ameaça de golpe.

Ao vivo