11 de fevereiro de 2020 - 11:32

Fachin nega pedido para suspender ação do Instituto Lula na Lava Jato

A defesa do ex-presidente ainda pode recorrer para que o caso seja analisado pela Segunda Turma do Supremo.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou ontem (10) mais um pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender processo, no qual ele é réu, pelo caso do Instituto Lula.

Na ação penal, o Ministério Público afirma que a construtora Odebrecht comprou um terreno de R$ 12 milhões para o instituto construir a nova sede. Segundo a denúncia, a compra seria propina para Lula. A defesa do ex-presidente nega essa acusação.

No novo pedido, os advogados argumentaram que a Justiça Federal em Curitiba juntou ao processo uma perícia irregular, feita somente pela Odebrecht.

Fachin rejeitou a demanda por não ver elementos de irregularidade no prosseguimento do processo com a perícia feita pela construtora.

A defesa ainda pode recorrer para que o caso seja analisado pela Segunda Turma do Supremo.

Ao vivo