16 de maio de 2020 - 10:41

Bolsonaro evita perguntas sobre Teich e sucessão no Ministério da Saúde

Na porta do Palácio da Alvorada o presidente se dirigiu apenas a apoiadores e não falou com a imprensa.
Por Flávio Max • Atualizado há 3 semanas

Foto: Adriano Machado

O presidente da República, Jair Bolsonaro, evitou responder a perguntas ontem (15), na porta do Palácio da Alvorada logo após Nelson Teich pedir demissão do Ministério da Saúde.

Bolsonaro não quis falar sobre os motivos do saída de Teich nem sobre quem assumirá o ministério. Também foi perguntado especificamente sobre a médica Nise Yamaguchi e o general Eduardo Pazuello, secretário-executivo da pasta, cotados para ocupar o cargo.

O presidente se dirigiu apenas a apoiadores. À imprensa, disse apenas “quando vocês deixarem de fazer fofoca eu falo com vocês”.

Teich e Bolsonaro tiveram discordâncias sobre o uso da cloroquina no tratamento dos pacientes com coronavírus. O ex-ministro é resistente à administração, que tem efeitos colaterais e cuja eficácia contra a covid-19 ainda não foi comprovada.

Ao vivo