27 de maio de 2020 - 09:50

PF cumpre 29 mandados de busca e apreensão para inquérito das fake news

Alguns dos alvos da são o ex-deputado federal Roberto Jefferson e o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan.
Por Flávio Max • Atualizado há 1 mês

Foto: Vagner Rosário

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje 29 mandados de busca e apreensão, na investigação sobre notícias falsas conduzida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que apura ameaças a ministros.

O inquérito, que corre em sigilo, foi aberto em março de 2019 pelo presidente do STF, Dias Toffoli.

Alguns dos alvos são o ex-deputado federal Roberto Jefferson; a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF); o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP); o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan; o blogueiro Allan dos Santos, próximo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e Edgard Corona, presidente da rede de academias Smart Fit, entre outros.

Eles tiveram computadores, celulares, tablets e outros dispositivos eletrônicos apreendidos. Ninguém foi preso, mas eles terão que prestar depoimento.

Ao longo das investigações, laudos técnicos demonstraram que um grupo produz e dissemina as notícias falsas, sempre com o mesmo padrão. Foram identificados pelo menos quatro financiadores desse grupo.

As investigação já identificaram ao menos 12 perfis em redes sociais que atuam na disseminação de informações, de forma padronizada, contra ministros do tribunal.

Ao vivo