10 de setembro de 2019 - 09:20

MPF denuncia Lula e irmão por corrupção passiva

Segundo a denúncia, Frei Chico, irmão do ex-presidente, teria recebido uma mesada da construtora Odebrecht em troca de benefícios obtidos pela empresa junto ao governo federal.
Por Flávio Max Da Silva • Atualizado há 7 dias

Foto: Leonardo Benassatto

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da força-tarefa da Lava-Jato em São Paulo, denunciou ontem (09), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um dos irmãos dele, José Ferreira da Silva, conhecido como Frei Chico, por corrupção passiva.

O MPF diz que “entre 2003 e 2015, Frei Chico,  recebeu R$ 1.131.333,12, por meio de pagamento de ‘mesada’ que variou de R$ 3 mil a R$ 5 mil e que era parte de um ‘pacote’ de vantagens indevidas oferecidas a Lula, em troca de benefícios diversos obtidos pela Odebrecht junto ao governo federal”.

Em nota divulgada ontem, a defesa de Lula disse que a nova denúncia oferece “as mesmas e descabidas acusações já apresentadas em outras ações penais contra o ex-presidente”.

Ao vivo