29 de outubro de 2018 - 20:00

Zema vai rever todos os contratos do governo de minas para enxugar custos

O novo governador foi eleito ontem (28), com 71,8% dos votos.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 anos

Foto: Cristiane Mattos

O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Partido Novo), disse hoje (29), em entrevista ao canal de TV pago GloboNews que, no momento não tem intenção de “fazer carreirismo político”.

Zema foi eleito ontem com 71,8% dos votos, ao derrotar o senador Antonio Anastasia do PSDB na disputa do 2º turno. Anastasia, que já foi governador de Minas entre 2010 e 2014, teve 28,2% dos votos.  Zema é empresário e administra um grupo de empresas baseado em Araxá, no Alto Paranaíba.

Zema disse ainda que as 21 secretarias serão reduzidas a nove ao todo. E os cargos comissionados, que são funcionários do Executivo sem aprovação em concurso e com nomeação, serão reduzidos em 80%. Além disso, Zema disse que vai rever todos os contratos do governo para enxugar custos.

O governador eleito acrescentou que seu governo está alicerçado em três pontos: redução de despesas, aumento de receita sem subir impostos e renegociação da dívida do estado com a União.

 

Ao vivo