13 de fevereiro de 2020 - 09:45

Zema diz que lamenta greve de professores e pede “sacrifício”

A categoria está em greve e reivindica o mesmo reajuste concedido pelo governo do Estado aos profissionais da segurança.
Por Flávio Max • Atualizado há 7 meses

Foto: Ramon Bittencourt

Em uma publicação no Twitter na noite de ontem (12), o governador Romeu Zema pediu “sacrifício” dos professores da rede estadual de Minas Gerais. A categoria está em greve e reivindica o mesmo reajuste concedido pelo governo do Estado aos profissionais da segurança.

O governador lamentou a greve e disse que o estado está passado por um momento difícil mas que está fazendo tudo para mudar o cenário. Ele pediu paciência aos professores e disse que está olhando por todos.

Zema justificou o reajuste dos servidores da segurança pública, que chega a 41,7% até 2022, pelo fato de que a categoria está há seis anos sem aumento salarial. Segundo ele, os crimes em Minas caíram 53% e os homicídios 37%, incentivando a economia e aumentando a segurança das famílias”.

Ao vivo