30 de Janeiro de 2019 - 10:36

Vale vai acabar com 10 barragens semelhantes à de Brumadinho

Processo levará até 3 anos e operações de mineração ficarão paradas; Todas ficam em Minas Gerais.
Por Victor Fernandes • Atualizado há 2 meses

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, anunciou ontem (29) que a empresa vai acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo ele, essas barragens serão descomissionadas. Segundo a Agência Brasil, todas estão localizadas em Minas Gerais.

“É a resposta cabal e à altura da enorme tragédia que tivemos em Brumadinho. Este plano foi produzido três a quatro dias após o acidente”, ressaltou o executivo.

Schvartsman afirmou que descomissionar significa preparar a barragem para que ela seja integrada à natureza. “A decisão da companhia é que não podemos mais conviver com esse tipo de barragem. Tomamos a decisão de acabar com todas as barragens a montante”, disse o executivo em Brasília.

O presidente da Vale disse que o projeto para descomissionar as barragens está pronto e será levado para os órgãos federais e estaduais em 45 dias. Segundo ele, o prazo para executar as ações é de no mínimo um ano e no máximo 3 anos. Os trabalhos devem ter início dois meses após a expedição das licenças. A Vale estima que serão aplicados cerca de R$ 5 bilhões para efetivar o plano.

Ao vivo