13 de agosto de 2019 - 11:07

MPE realiza operação para combater esquema de corrupção na Prefeitura de Araguari

A investigação mira secretários e servidores municipais que teriam desviado grande parte da verba municipal para publicidade.
Por Flávio Max • Atualizado há 6 dias

Reprodução - TV Paranaíba

O Ministério Público Estadual (MPE), em Uberlândia, deflagrou na manhã de hoje (13), a segunda fase da Operação Hoopoe, para combater um esquema de desvio de verbas publicitárias, em Araguari.

A investigação mira secretários e servidores municipais da cidade vizinha.

Ao todo, estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva. O Chefe de Gabinete da Prefeitura de Araguari, Marco Antônio Farias, é considerado foragido da polícia. Ele não foi encontrado na casa dele, nesta manhã.

A Justiça também determinou o imediato afastamento do secretário de Educação de Araguari, Werlei Ferreira de Macedo.

De acordo com o Gaeco, o esquema ilegal é investigado há cerca de dois anos e envolve um contrato de mais de R$ 3 milhões. A suspeita é de lavagem de dinheiro, organização criminosa e desvio de dinheiro público.

Segundo as investigações, o esquema foi montado para desviar grande parte da verba municipal para publicidade. A destinação do dinheiro era definida pelos investigados e repassada para empresas que pertenciam a eles, mas que estavam em nome de laranjas.

Ao vivo