10 de agosto de 2019 - 11:28

Justiça Federal acolhe denúncia contra 14 pessoas por corrupção no metrô de SP

Investigações da força-tarefa da Lava Jato indicaram irregularidades nas licitações para ampliação de 3 linhas urbanas.
Por Flávio Max • Atualizado há 1 semana

Reprodução

A Justiça Federal instaurou ontem (09), uma ação penal contra o ex-diretor de contratos do Metrô de São Paulo, Sérgio Correa Brasil, e 13 executivos de construtoras por supostos crimes de corrupção que teriam sido cometidos entre 2004 e 2014.

A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal em São Paulo afirma que houve irregularidades nas licitações para ampliação das linhas 2-Verde e 5-Lilás e também na parceria público privada para a construção da Linha 6-Laranja.

O processo se baseou na delação premiada de Sérgio Brasil, que além de diretor do Metrô foi chefe de parcerias público privadas no governo do estado de São Paulo.

Brasil admitiu ter recebido pagamentos de construtoras para favorecê-las em concorrências do Metrô enquanto ocupou cargos na companhia e na secretaria.

Ao vivo