14 de Janeiro de 2019 - 09:44

Cesare Battisti chega a Roma após 40 anos de fuga e é levado para presídio

O italiano foi condenado à prisão perpétua em 1993 sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos na Itália nos anos de 1970.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 meses

Foto: Gabriela Biló

O avião que transportou o italiano Cesare Battisti e decolou da Bolívia ontem (13), as 7h da noite, chegou hoje (14), em Roma por volta de 8:40h, no horário de Brasília. Battisti foi encaminhado para Rebibbia, um presídio na periferia da cidade.

Segundo a agência AFP, Battisti foi entregue pela polícia boliviana às autoridades italianas na cidade de Santa Cruz de La Sierra, onde foi preso no sábado (12). Como entrou ilegalmente na Bolívia, Battisti foi expulso do país pelo governo local.

O italiano foi condenado à prisão perpétua em 1993 sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos na Itália nos anos 1970.

Battisti fugiu da Itália, viveu na França e chegou ao Brasil em 2004. Ele foi preso no Rio de Janeiro em março de 2007 e, dois anos depois, o então ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu refúgio.

Em 2007, a Itália pediu a extradição dele e, no fim de 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF), julgou o pedido procedente, mas deixou a palavra final para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na época negou a extradição.

Em setembro de 2017, o governo italiano pediu ao presidente Michel Temer que o Brasil revisasse a decisão sobre Battisti. No fim do ano passado, Temer autorizou a extradição de Battisti.

Ao vivo