10 de fevereiro de 2020 - 10:52

Filme sul-coreano ‘Parasita’ faz história e vence o Oscar 2020

"1917", drama de guerra dirigido por Sam Mendes, ficou com três estatuetas. "O Irlandês" não ganhou em nenhuma das dez categorias nas quais foi indicado.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

Divulgação

O filme “Parasita” foi o grande vencedor do Oscar neste domingo (09). A cerimônia dos melhores do cinema aconteceu em Los Angeles nos Estados Unidos.

O longa sul-coreano sobre diferença de classes recebeu quatro estatuetas e se tornou o primeiro não falado em língua inglesa a vencer como Melhor Filme. Além do principal prêmio, o cineasta Bong Joon Ho também ganhou com roteiro original, diretor e filme internacional.

“1917”, drama de guerra dirigido por Sam Mendes, ficou com três estatuetas e foi a grande decepção da noite, já que chegou à cerimônia de premiação como franco favorito aos melhores prêmios da noite. O longa “O Irlandês” da Netflix não ganhou em nenhuma das dez categorias nas quais foi indicado.

Nas categorias de atuação, Joaquin Phoenix acabou levando a estatueta por sua atuação em ‘Coringa’. Renée Zellweger ficou com o prêmio de melhor atriz pelo filme ‘Judy’.

Os prêmios musicais também eram alguns dos mais aguardados da noite. Na categoria de “Melhor Canção”, sir Elton John foi o grande vencedor com “(I’m Gonna) Love Me Again”, a faixa foi escrita especialmente para a cinebiografia “Rocketman”. Na categoria “Melhor Trilha Original” quem levou o prêmio foi o filme Coringa.

A noite também contou com diversas apresentações ao vivo. No segmento “In Memorian”, que relembra grandes nomes do cinema que se foram no último ano, a cantora Billie Eilish subiu ao palco para cantar “Yesterday”, clássico dos Beatles. Ela cantou com o irmão Finneas a acompanhando no piano.

Outra para a sua audiência foi a performance do rapper Eminem. O músico apresentou o sucesso vencedor do prêmio de “Melhor Canção” do Oscar, em 2003, “Lose Yourself”. A aparição de Eminem não havia sido anunciada pelos organizadores do prêmio.

Ao vivo