04 de janeiro de 2019 - 09:27

Juiz dos EUA rejeita recurso de Ed Sheeran sobre acusação de plágio

De acordo com o processo, o músico britânico teria usado diversos elementos do clássico "Let's Get It On" de Marvin Gaye, na construção do hit "Thinking out loud".
Por Flávio Max • Atualizado há 5 meses

Reprodução / Reuters

Um juiz dos Estados Unidos rejeitou um recurso do cantor britânico Ed Sheeran, que pedia a suspensão de um processo no qual ele é acusado de plagiar o clássico “Let’s Get It On”, gravado em 1973 por Marvin Gaye.

De acordo com o processo, o músico britânico teria usado diversos elementos da canção na produção do hit ‘Thinking Out Loud’, de 2014.

Em uma decisão divulgada ontem (03), o juiz determinou que um júri decida se Sheeran e as gravadoras Sony e Atlantic Records devem ser considerados culpados em relação ao espólio e aos herdeiros do produtor Ed Townsend, coautor de “Let’s Get It On”.

Segundo o juiz, há similaridades entre diversos elementos musicais das duas obras, incluindo suas linhas de baixo e a percussão.

Ao vivo