09 de junho de 2021 - 10:03

Conselho de Ética da Câmara aprova relatório que pede cassação de Flordelis

A deputada é acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

Reprodução / Agência Brasil

O Conselho de Ética da Câmara decidiu ontem (08), por 16 votos a 1, cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Os deputados aprovaram o relatório do deputado Alexandre Leite, apresentado na última semana. O único deputado que votou a favor da Flordelis foi Márcio Labre (PSL-RJ).

O plenário da Casa ainda precisa dar a palavra final na decisão. Para que Flordelis perca o mandato são necessários 257 votos, isto é, a anuência da maioria absoluta dos deputados. Ainda não há data para a votação e Flordelis poderá recorrer à Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

Até o momento, Flordelis não foi presa por causa da imunidade parlamentar. A deputada, porém, é monitorada por uma tornozeleira eletrônica.

Ao vivo