09 de Março de 2018 - 19:11

STJ nega pedido de prisão domiciliar para Maluf

Defesa alegava questões humanitárias e riscos à saúde do deputado.
Por Flávio Max • Atualizado há 9 meses

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Jorge Mussi, indeferiu pedido liminar de prisão domiciliar apresentado pela defesa do deputado Paulo Maluf, preso desde dezembro de 2017 por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa alega questões humanitárias e riscos à saúde do deputado para justificar a concessão da medida liminar, mas o ministro entendeu que, por ora, os autos indicam que o parlamentar tem recebido assistência médica adequada na prisão.

Maluf foi condenado pelo STF à pena de sete anos e nove meses de prisão, em regime fechado, pela prática de crime de lavagem de dinheiro. O mérito do habeas corpus será julgado pela Quinta Turma, sob a relatoria de Mussi.

 

Ao vivo