27 de fevereiro de 2019 - 09:39

Sérgio Cabral denuncia corrupção na Igreja Católica do Rio

Durante depoimento, o ex-governador citou nominalmente o arcebispo do Rio, cardeal dom Orani Tempesta.
Por Flávio Max • Atualizado há 3 meses

Reprodução

O ex-governador Sérgio Cabral afirmou ontem (26), durante depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que membros da cúpula da Igreja Católica do Rio de Janeiro participaram de transações envolvendo pagamentos de propinas.

Cabral citou nominalmente o arcebispo do Rio, cardeal dom Orani Tempesta, e um outro padre, identificado como dom Paulo.

As propinas teriam a ver, segundo o ex-governador, com a organização social Pró-Saúde, que administra hospitais no Rio de Janeiro e em outros estados.

O depoimento de Cabral fez parte do último ato da Operação Fatura Exposta, que investigou pagamentos de propinas do setor de saúde a agentes públicos.

Ao vivo