13 de julho de 2017 - 16:15

Lula fala após condenação, nega crimes e diz que quer ser candidato em 2018

Para ex-presidente, sentença de Moro tem "componente político muito forte".
Por Victor Fernandes • Atualizado há 3 meses

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez hoje o primeiro pronunciamento público após a sentença do juiz Sérgio Moro que o condenou a 9 anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele negou que tenha cometido qualquer crime.

O ex-presidente criticou a sentença de Moro, alegando que ela tem um “componente político muito forte”. E desafiou que provas contra ele sejam mostradas.

Lula também falou sobre as expectativas para as eleições de 2018. Lula disse que a sentença não afeta a pré-candidatura à presidência, e afirmou: “Estou no jogo”.

O ex-presidente começou a falar às 12h02 e discursou durante meia hora. Ele estava acompanhado de representantes da executiva nacional do PT e de políticos do partido.

O ex-presidente foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão na Operação Lava Jato pela ocultação da propriedade de uma cobertura triplex em Guarujá, no litoral paulista, que teria sido recebida como propina da empreiteira OAS, em troca de favores na Petrobras.

É a primeira vez na história que um ocupante da Presidência é condenado por um crime comum no Brasil. A sentença foi publicada nesta quarta-feira (12) e permite que o petista recorra em liberdade.

Ao vivo