06 de julho de 2017 - 09:17

Advogado de Temer diz que gravação nãe é elemento incriminatório

Ele também afirmou que a denúncia é "peça de ficção baseada em suposições"
Por Fernando Souza • Atualizado há 1 ano

O advogado do presidente Michel Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, afirmou ontem, dia 5 que a gravação da conversa entre o peemedebista e o empresário Joesley Batista, da empresa JBS, não é um “elemento criminatório”. Ele também afirmou que a denúncia é “peça de ficção baseada em suposições”.

Essa declaração aconteceu depois de Mariz entregar, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a defesa de Temer sobre a denúncia de corrupção passiva, apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Mariz afirmou que Temer não cometeu crime e que a denúncia da PGR é baseada em suposições.

Ao vivo