21 de julho de 2017 - 09:23

Polícia de Israel proíbe qualquer homem muçulmano a entrar em Templo Sagrado

Governo do país judaico teme atentados extremistas
Por Fernando Souza • Atualizado há 4 semanas

A polícia de Israel fez um anuncio de que começou a proibir hoje, dia 21, o acesso de qualquer homem muçulmano com menos de 50 anos de idade ao templo sagrado para os dois povos localizados na Cidade Velha de Jerusalém.

O governo do país judaico teme atentados extremistas durante o protesto previsto para acontecer no local no final do dia. Os muçulmanos contestam a instalação de detectores de metais na entrada do templo após um ataque de atiradores árabe-israelenses na última sexta-feira, dia 14.

O templo é o local mais sagrado da cidade, conhecido pelos muçulmanos como Nobre Santuário e pelos judeus como Monte do Templo. Líderes muçulmanos convocaram protestos em massa durante as orações da noite de hoje. Eles pedem que os fiéis rezem do lado de fora do templo para não se submeterem aos procedimentos de segurança. Eles acusam Israel de estar tentando expandir o controle do território.

Ao vivo