16 de Abril de 2018 - 17:59

Raquel Dodge volta a defender prisão após 2ª instância

Procuradora defendeu também a redução do foro privilegiado para políticos e autoridades nas cortes superiores.
Por Flávio Max • Atualizado há 5 meses

Foto: Carlos Moura / STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu novamente hoje (16), a possibilidade de prisão após segunda instância e a redução do foro privilegiado para políticos e autoridades nas cortes superiores.

Durante palestra em um congresso na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, ela disse que essas medidas reforçam a autoridade dos juízes de primeira instância e dos tribunais de segunda instância.

Em 2016, a Procuradoria Geral da República defendeu a possibilidade de prender um criminoso após a condenação em segunda instância, tese aprovada no Supremo Tribunal Federal (STF) por maioria de 6 votos a 5. Recentemente têm crescido a pressão sobre a Corte para rever essa possibilidade.

Ao vivo