15 de junho de 2018 - 17:15

PGR pede mais 60 dias para investigar Temer

O presidente é investigado por suposto repasse de propina da Odebrecht para o MDB nas eleições de 2014.
Por Flávio Max • Atualizado há 5 meses

Foto: Ueslei Marcelino

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, manifestou-se a favor do pedido da Polícia Federal (PF), de prorrogar por 60 dias o inquérito que investiga o presidente Michel Temer. O presidente é investigado por suposto repasse de propina da Odebrecht para o MDB nas eleições de 2014.

A investigação envolve a suspeita de crime numa contribuição de R$ 10 milhões para o então PMDB, que teria sido formalizada em um jantar no Palácio do Jaburu, com a presença de Temer, do empresário Marcelo Odebrecht e dos hoje ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.

Caberá ao ministro Edson Fachin, relator do inquérito no Supremo, decidir se aceita o pedido.

Ao vivo