06 de junho de 2018 - 18:16

PF envia ao STF indícios de que Temer recebia mesada de R$ 340 mil

Os valores teriam sido pagos na década de 90 por empresas da área portuária, entre elas a Rodrimar.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 semanas

Reprodução / Reuters

A Polícia Federal (PF), informou ao Supremo Tribunal Federal (STF), que vê indícios de pagamento de R$ 340 mil mensais ao presidente Michel Temer, por parte de empresas da área portuária, entre elas a Rodrimar. Os valores teriam sido pagos no fim da década de 90.

O delegado Cleyber Malta Lopes cita, no documento, uma planilha que integrava o inquérito, que foi arquivado em 2011 pelo ministro Marco Aurélio Mello.

A tabela relacionava pagamentos a “MT”, que seria Michel Temer, a “MA”, que seria Marcelo Azeredo, indicado por Temer para comandar a Companhia Docas do Estado de São Paulo, a Codesp, estatal que administra o Porto de Santos, e a “L”, que seria Lima, o coronel aposentado da Polícia Militar João Batista de Lima Filho, amigo de Temer e sócio da Argeplan.

Segundo o delegado, as informações encontradas no inquérito arquivado pelo STF em 2011 “são importantíssimas” para a compreensão do caso atual.

Ao vivo