21 de Abril de 2018 - 12:06

Ministério Público de SP abre inquérito para investigar Alckmin

Ex-governador é investigado por suposto ato de improbidade durante as campanhas eleitorais de 2010 e 2014.
Por Flávio Max Da Silva • Atualizado há 3 meses

Foto: Joel Rodrigues

O Ministério Público de São Paulo abriu ontem (20), inquérito civil contra o ex-governador do Estado Geraldo Alckmin (PSDB), por suposto ato de improbidade.

Alckmin, pré-candidato à Presidência da República, teria se beneficiado de valores estimados em R$ 10,5 milhões repassados para suas campanhas de 2010 e 2014 via caixa dois.

A portaria do inquérito foi assinada pelos promotores Otávio Ferreira Garcia, Nelson Luis Sampaio de Andrade e Marcelo Milani, que querem saber qual foi a finalidade do caixa 2 e por que o dinheiro não foi declarado à Justiça.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do ex-governador informou que Alckmin “vê a investigação de natureza civil com tranquilidade e está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos”.

Ao vivo