02 de junho de 2018 - 08:55

Justiça Federal condena Eduardo Cunha a 24 anos de prisão

O ex-presidente da Câmara foi condenado por corrupção, violação de sigilo e lavagem de dinheiro.
Por Flávio Max • Atualizado há 3 meses

Reprodução / AFP

A Justiça Federal de Brasília condenou ontem (01), o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a 24 anos e 10 meses de prisão, em processo relacionado à Operação Sépsis, que investiga desvios no Fundo de Investimento do FGTS.

A sentença foi determinada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, que condenou Cunha por corrupção, violação de sigilo e lavagem de dinheiro.

Cunha já está preso desde outubro de 2016, condenado pelo Juiz Sergio Moro à 15 anos de prisão em processo da Lava Jato.

O ex-deputado e ex-ministro Henrique Eduardo Alves e o corretor Lúcio Funaro também foram condenados, ambos a mais de oito anos em regime inicialmente fechado. Funaro, por ser delator, tem benefícios e deve continuar na prisão domiciliar.

Ao vivo