16 de Maio de 2018 - 18:17

Fachin prorroga por 60 dias inquérito para investigar parlamentares

A investigação tem como base uma delação premiada de Marcelo Odebrecht que revela o pagamento de mais de R$ 7 milhões a Eunício Oliveira e Rodrigo Maia.
Por Flávio Max • Atualizado há 6 meses

Reprodução

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a prorrogação por mais 60 dias de um inquérito contra os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A prorrogação havia sido pedida pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no último dia sete, reforçando solicitação feita pelos delegados da Polícia Federal (PF), responsáveis pelo caso.

A investigação tem como base a delação premiada do ex-presidente-executivo da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e de outros cinco executivos da empresa, que relataram o pagamento de mais de R$ 7 milhões aos parlamentares para que duas medidas provisórias favoráveis ao grupo fossem aprovadas no Congresso.

Ao vivo