07 de novembro de 2018 - 19:40

Zema quer discutir dívida de Minas Gerais com Bolsonaro

O governador eleito quer melhores condições para pagamento de juros e, em troca, implementaria "medidas de austeridade".
Por Flávio Max • Atualizado há 1 semana

Foto: Luis Ivo

O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema do Partido Novo, afirmou hoje (07), que terá “alinhamento total” com o mandato do presidente Jair Bolsonaro.

Os dois deverão se encontrar em agenda a ser confirmada até o próximo dia 21.

A principal reivindicação do governador eleito de Minas é a renegociação da dívida do Estado com a União, hoje em cerca de R$ 90 bilhões.

Zema quer melhores condições para pagamento de juros e, em troca, implementaria “medidas de austeridade”, segundo afirmou hoje em encontro com empresários.

A renegociação da dívida do Estado já está em discussão com o governo federal, sob coordenação do ex-presidente do Banco Central, o economista Gustavo Franco, que vem assessorando Zema.

Ao vivo