07 de Março de 2018 - 18:58

TSE diz ao Supremo que voto impresso é retrocesso

Ministro Luiz Fux afirmou que o procedimento coloca em risco o segredo do voto.
Por Flávio Max • Atualizado há 6 meses

O Tribunal Superior Eleitoral (STF), expressou preocupação com a implementação do voto impresso para as eleições deste ano, em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Assinado pela assessoria jurídica e encaminhado pelo presidente da Corte Eleitoral, ministro Luiz Fux, o parecer afirma que a regra, introduzida pela Reforma Eleitoral de 2015, representa “retrocesso no processo de apuração das eleições”, e coloca em risco o segredo do voto “sem aparente utilidade concreta” para a transparência das eleições.

As informações foram prestadas em resposta ao ministro Gilmar Mendes, que é relator de ação no STF que pede a suspensão da implantação do voto impresso para a eleição deste ano. Quem tenta a mudança é a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge.

 

Ao vivo