31 de agosto de 2018 - 19:04

Temer recua e adia reajuste de servidores para 2020

A medida vai gerar uma economia de R$ 6,9 bilhões, e ajudar a fechar as contas do governo federal em 2019.
Por Flávio Max • Atualizado há 2 meses

Divulgação

O presidente Michel Temer voltou atrás e vai adiar para 2020 o reajuste salarial dos servidores da União.

Temer repensou a decisão após ouvir um apelo da equipe econômica para fechar as contas. A informação foi confirmada hoje (31), pelo Palácio do Planalto.

A medida vai gerar uma economia de R$ 6,9 bilhões, e ajudar a fechar as contas do governo federal em 2019.

Sem o reajuste o governo conseguirá cumprir o teto dos gastos públicos e a meta fiscal do ano que vem, que prevê um déficit de R$ 139 bilhões, realocando os recursos para as áreas sociais e investimentos.

Ao vivo