19 de junho de 2018 - 18:20

TCU vai investigar se cobrança de bagagem barateou passagens aéreas

O valor cobrado à parte pelo despacho das malas começou a ser aplicado em abril deste ano.
Por Flávio Max • Atualizado há 5 meses

Foto: Danilo Verpa

O Tribunal de Contas da União (TCU), abriu uma auditoria de conformidade para verificar se a cobrança em separado de bagagem reduziu, de fato, o preço das passagens aéreas no Brasil.

O valor cobrado à parte pelo despacho das malas, em voos domésticos, foi autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em dezembro de 2016, e aplicada a partir de abril de 2017.

Na época, o principal argumento das companhias aéreas foi que, com a cobrança em separado pela franquia de bagagens, o preço dos bilhetes cairia para quem não optasse pelo serviço.

O relator do caso no tribunal será o ministro Bruno Dantas. O TCU não informou a previsão para a conclusão da auditoria, aberta na semana passada.

Ao vivo