15 de Março de 2018 - 19:53

Promotoria quer mudanças nas taxas de limpeza e coleta de lixo em Uberlândia

Cobrança que era paga no carnê do IPTU será feita pelo Dmae a partir de abril.
Por Flávio Max • Atualizado há 4 meses

O Ministério Público Estadual enviou uma recomendação ao Dmae e à Prefeitura de Uberlândia para que o Município faça mudanças na forma de cobrança da taxa de limpeza e coleta de lixo.

Os moradores serão cobrados pelas taxas nas contas de água a partir de abril. Antes a cobrança era feita no boleto do IPTU. A promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor recebeu uma representação do vereador Adriano Zago, do PMDB, que aponta irregularidades na medida.

O Ministério Público recomendou que o Município faça a cobrança de água e das taxas de limpeza e de coleta de lixo em boletos separados, para que haja transparência. A promotoria também recomendou que seja realizada uma audiência pública para informar a população e que faça a prestação de contas separadas do que foi arrecadado com a cobrança das duas taxas.

Em nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura informou que ainda não recebeu nenhuma recomendação do Ministério Público sobre o tema.

 

Ao vivo