25 de julho de 2017 - 19:08

PGR estuda unificar denuncias contra Temer

Presidente foi denunciado ao STF a cerca de um mês por corrupção passiva
Por Lorena Silva • Atualizado há 4 semanas

O grupo de trabalho da operação Lava Jato na Procuradoria-Geral da República (PGR) pretende apresentar apenas mais uma denúncia contra o presidente Michel Temer, e não duas como chegou a ser cogitado em junho.

Investigadores trabalham durante o recesso do Judiciário para encerrar a apuração que trata da suspeita dos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa. O objetivo é finalizar a nova acusação formal antes do fim do mandato do procurador Rodrigo Janot, em setembro.

Temer foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal a cerca de um mês por corrupção passiva com base na delação do Grupo J&F.

A acusação foi remetida pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, à Câmara, que precisa autorizar o prosseguimento da denúncia.

 

Ao vivo