18 de Maio de 2017 - 19:46

PF apreende cerca de R$ 2 mi em operação contra Aécio Neves

Operação Patmos, foi autorizada por Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.
Por Victor Fernandes • Atualizado há 1 mês

A Polícia Federal apreendeu hoje cerca de R$ 2 milhões na nova fase da Operação Jato que teve o senador Aécio Neves, do PSDB, como um dos alvos.

A operação, batizada de Patmos, foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. O magistrado expediu 41 mandados de busca e apreensão e 8 de prisão preventiva, atendendo pedido da Procuradoria Geral da República.

Entre as medidas autorizadas, estão buscas em endereços residenciais e funcionais de Aécio Neves e do deputado Rodrigo Rocha Loures, do PMDB, cujos gabinetes no Congresso Nacional foram ocupados na manhã desta quinta por agentes da Polícia Federal.

As diligências foram executadas no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Paraná e no Distrito Federal e estão ligados à delação dos donos do grupo J&S, Joesley e Wesley Batista.

Ao vivo