25 de julho de 2017 - 18:26

MPF triplica previsão orçamentária destinada a Lava-jato

A proposta foi apresentada pelo vice-procurador-geral da República
Por Lorena Silva • Atualizado há 4 semanas

O Conselho Superior do Ministério Público Federal decidiu hoje (25), aumentar a previsão orçamentária destinada à força-tarefa da Operação Lava Jato, reservando R$ 1 milhão e 650 mil reais para os trabalhos dos procuradores que investigam sobre o esquema de corrupção na Petrobrás.

A previsão inicial era de aproximadamente R$ 522 mil, o que provocou atritos entre o atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e a sucessora, Raquel Dodge.

A proposta de aumentar a previsão orçamentária da força-tarefa da Lava Jato foi apresentada durante a reunião pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, que propôs um remanejamento dos recursos. Para incrementar a previsão da força-tarefa da Lava Jato, foi preciso deslocar recursos da Secretaria Geral.

De acordo com o vice-procurador-geral da República, a reserva do montante sob a rubrica “Lava Jato” abarca despesas com diárias e passagens.

 

Ao vivo