18 de julho de 2017 - 09:45

Mais quatro mortes em Minas são por Febre Chikungunya

São os primeiros registros de óbitos causados pela doença no estado
Por Fernando Souza • Atualizado há 1 mês

Mais quatro mortes devido a complicações da Febre Chikungunya foram confirmadas em Minas Gerais, de acordo com Boletim Epidemiológico que foi divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde. Chega a cinco o número de mortes no estado neste ano. Há duas semanas, o órgão público havia confirmado o falecimento do primeiro paciente vítima da doença.

Todos os óbitos confirmados até o momento ocorreram no município de Governador Valadares. Estes são os primeiros registros de óbitos causados pela doença no estado. Os primeiros casos confirmados da doença no estado são de 2014 quando houve 18 notificações, mas todas foram de pessoas infectadas fora de Minas. Somente no ano passado, as primeiras transmissões de Febre Chikungunya em território mineiro foram confirmadas.

O boletim também mostrou que o estado já contabiliza sete mortes por complicações da Dengue em 2017. Duas dessas mortes ocorreram em municípios da região metropolitana de Belo Horizonte. Há ainda 17 mortes em análise. Ao todo, o estado registrou neste ano 25.607 casos prováveis da doença, o que representa uma queda substancial em relação ao ano passado. Em junho de 2016, Minas Gerais já registrava mais de 500 mil casos.

 

Ao vivo