19 de junho de 2018 - 18:06

Jungmann aponta dificuldades para conclusão do caso Marielle

Segundo o ministro, a fase atual das investigações tem como foco a construção de provas contra os suspeitos de participação no crime.
Por Flávio Max • Atualizado há 3 meses

Foto: Fabio Motta

O ministro extraordinário da Segurança Pública Raul Jungmann disse hoje (19), em entrevista a uma rádio de São Paulo, que as investigações sobre a vereadora Marielle Franco do PSOL, morta a tiros no dia 14 de março na região central do Rio de Janeiro (RJ), ainda não foram concluídas por causa da complexidade do caso.

O ministro reconheceu que, comparado a outros casos de repercussão no Rio de Janeiro, esse crime está demorando mais para ter seus responsáveis apresentados.

Segundo Jungmann, as investigações continuam apontando a participação de milícias e a fase atual da investigação tem como foco a construção de provas contra os suspeitos de participação no crime.

Ao vivo