26 de julho de 2017 - 17:27

EUA aplicam sanções contra venezualanos

Sanções são para atuais e ex-funcionários do governo
Por Lorena Silva • Atualizado há 4 semanas

Os Estados Unidos aplicaram, hoje (26), sanções contra 13 atuais e ex-funcionários do governo da Venezuela. Entre os alvos estão o ministro da Educação e a presidente do Conselho Nacional Eleitoral. Os EUA também ameaçaram impor sanções àqueles que se unirem à Assembleia Constituinte, que foi convocada pelo presidente Nicolás Maduro e cuja eleição será no próximo domingo.

Segundo comunicado do Ministério do Tesouro norte-americano, o pacote de sanções se concentra em atuais e ex-funcionários “associados com as eleições ou por minar a democracia, assim como a violência generalizada contra manifestantes da oposição e corrupção”.

As sanções também atingem funcionários da estatal de petróleo PDVSA e outras empresas geridas pelo governo, segundo os EUA, como um esforço para reprimir a corrupção e o mercado negro na Venezuela.

As sanções congelam qualquer bem que os indivíduos tenham nos Estados Unidos e impede que americanos façam negócio com eles.

 

Ao vivo