07 de junho de 2018 - 19:11

Eleições geram mais instabilidade sobre câmbio, diz Guardia

O ministro da Fazenda afirmou que a alta do dólar está ocorrendo em todo o mundo, mas há especificidades no caso do Brasil.
Por Flávio Max • Atualizado há 1 mês

Reprodução / Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse hoje (07), que existe uma tensão maior no mercado de câmbio no Brasil por causa das eleições deste ano.

Na manhã de hoje a moeda americana estava cotada a R$ 3,90 , com alta de 1,8%.  Guardia afirmou que a alta do dólar está ocorrendo em todo o mundo, mas há especificidades no caso do Brasil.

O ministro fez as declarações após participar de reunião do Comitê Estratégico de Governança do Ministério da Fazenda com o Tribunal de Contas da União (TCU), em Brasília (DF).

Guardia ressaltou ainda que o Banco Central e o Tesouro Nacional tem monitorado os mercados de câmbio e juros, destacando que o câmbio no país é flutuante e a atuação do BC é no sentido de evitar fortes oscilações.

Ao vivo