01 de agosto de 2017 - 08:23

Eike Batista não responde perguntas sobre pagamento de propina à Cabral

Ele prestou depoimento por apenas 13 minutos
Por Fernando Souza • Atualizado há 4 semanas

O empresário Eike Batista não respondeu às perguntas do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Os questionamentos eram sobre o pagamento de propina ao ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) que foi condenado a 14 anos e dois meses pelo juiz Sérgio Moro por receber propina por obras do Comperj. Batista está em prisão domiciliar desde o mês de abril deste ano.

Orientado pelos advogados de defesa e em negociação para fazer uma delação premiada, Batista prestou depoimento por apenas 13 minutos ontem, dia 31, sem responder às perguntas sobre pagamentos de propina ao ex-governador Sérgio Cabral.

Além dele, Cabral, a ex-primeira-dama, Adriana Ancelmo, e Flávio Godinho, ex-sócio de Eike, estão na Justiça Federal do Rio para prestarem depoimento ao juiz Bretas, no processo da Operação Eficiência. A audiência começou por volta das 14h de ontem.

 

Ao vivo