12 de Fevereiro de 2018 - 10:58

Barroso intima diretor da PF por declarações sobre inquerito de Temer

Fernando Segóvia teria antecipado resultado da investigação policial.
Por Flávio Max • Atualizado há 1 mês

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso determinou a intimação do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, após a publicação de uma entrevista em que ele teria antecipado o resultado de um inquérito policial que investiga o presidente Michel Temer.

Barroso, que é relator do caso no STF, afirma que quer ouvir Segóvia para que ele confirme as declarações publicadas e se abstenha de novas manifestações a respeito.

De acordo com Barroso, como a investigação não foi concluída e ainda há diversas diligências pendentes, o assunto não deveria ser objeto de comentários públicos.

Temer é investigado por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro por ter, supostamente, recebido vantagens indevidas de uma empresa para editar o chamado Decreto dos Portos.

 

Ao vivo